Dia Mundial do Rim: Hospital São Vicente alerta para a importância da prevenção

 O Hospital São Vicente de Paulo de Cruz Alta (HSVPCA), através da Unidade de Terapia Renal Dr. Jorge Bandarra Westphalen, realizou nesta quinta-feira (12), uma ação alusiva ao Dia Mundial do Rim, que neste ano trouxe como tema central: “Ame seus rins. Dose sua creatinina”.  

Idealizado pela Sociedade Internacional de Nefrologia (ISN), o Dia Mundial do Rim (DMR) tem como objetivo reduzir o impacto da doença renal em todo mundo, buscando conscientizar e alertar a população sobre fatores de risco e ações de prevenção. 

Durante os períodos da manhã e tarde, as equipes de enfermagem, nutrição e fisioterapia, desenvolveram atividades gratuitas, como aferições de pressão arterial, testes de glicemia, cálculos do índice de massa corporal (IMC) e orientações sobre alimentação e hábitos saudáveis.  A atividade contou ainda com o apoio do setor de Serviço Social e da Assessoria de Comunicação do HSVP, assim como da Universidade de Cruz Alta, através dos cursos de Enfermagem e Fisioterapia. 

O diretor técnico da unidade e médico nefrologista Dr. Paulo Ricardo Moreira, falou sobre a importância da campanha. “O Dia Mundial do Rim é uma ação que busca alertar a população sobre os cuidados e a importância do diagnóstico precoce para o tratamento da doença renal. Para prevenir a doença, as pessoas precisam adotar um estilo de vida saudável, fazendo a ingestão de bastante água potável, praticando regularmente exercícios físicos, reduzindo a quantidade de sal na alimentação, evitando o excesso de proteína e o sobrepeso”, destacou o médico. 

Doença Renal

A doença renal crônica se caracteriza por lesão nos rins que se mantém por três meses ou mais, com diversas consequências, pois os rins têm muitas funções, dentre elas: regular a pressão arterial, filtrar o sangue, eliminar as toxinas do corpo, controlar a quantidade de sal e água do organismo, produzir hormônios que evitam a anemia e as doenças ósseas, entre outras. 

Em geral, nos estágios iniciais, a DRC é silenciosa, ou seja, não há sintomas ou são poucos e inespecíficos. Por isso, o diagnóstico pode ocorrer tardiamente, quando o funcionamento dos rins já está bastante comprometido, muitas vezes em estágio muito avançado, sendo necessário o tratamento de diálise ou transplante renal. Assim, são fundamentais a prevenção e o diagnóstico precoce da doença, com exames de baixo custo, como a creatinina no sangue e o exame de urina simples.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comunicação HSVP

Assessoria de Comunicação HSVP
Email: comunicacao@hsvpca.com.br
Fone: (55) 3321 2401

Últimas Notícias

NOTA CORONAVÍRUS

O Hospital São Vicente de Paulo de Cruz Alta (HSVPCA) considerando as disposições da Lei Federal nº 13.979/2020, da Portaria regulamentadora nº 356/2020, do Decreto

Leia Mais »

CORONAVÍRUS – COVID19

Se você tiver febre e tosse e histórico de viagem para países com transmissão de coronavírus nos últimos 14 dias antes do início dos sintomas ou contato próximo

Leia Mais »

Se inscreva em nosso blog

Receba conteúdos exclusivos!