Entrevista esclarece dúvidas sobre a Pancreatite

Hoje no Brasil observamos a preocupação constante das pessoas no que se refere as doenças, suas causas e os principais riscos à saúde. A falta de informação e conhecimento, ainda é um dos principais obstáculos para milhares de pessoas.

O Médico Cirurgião Digestivo do Hospital São Vicente de Paulo, Dr. Lucas Aléssio Pereira, concedeu na manhã desta terça-feira (23), uma entrevista ao Programa Ponto Crítico da Rádio Cruz Alta, onde abordou as causas, os sintomas e o tratamento da Pancreatite.

“Muitas pessoas não tem conhecimento sobre a importância do pâncreas. O pâncreas é um importante órgão do corpo humano que produz os hormônios insulina e glucagon. A pancreatite é a inflamação do pâncreas, que pode ser aguda ou crônica. O consumo de álcool está associado diretamente como um dos principais causadores da doença. A prevenção é o melhor remédio. Uma dieta equilibrada, o consumo moderado de bebidas e a prática física regular, são algumas das ações que podem auxiliar na prevenção”, destacou Lucas Pereira.

Saiba mais:

O pâncreas é um órgão localizado no abdômen, que faz parte do sistema digestivo e endócrino e é responsável por produzir insulina. Uma das suas principais funções é fazer a digestão das gorduras e carboidratos que ingerimos usando o suco pancreático, substância que contém enzimas digestivas.  

Pancreatite aguda: pode ser causada pela migração deformação de pequenos cálculos biliares que obstruem a porção terminal do colédoco, interrompendo o fluxo das secreções pancreáticas. Essa obstrução provoca processo inflamatório intenso e aumento da glândula por causa do edema, ou seja, do acúmulo de líquido em seu interior. O álcool é causa frequente de pancreatites agudas. Diversas outras situações podem causar pancreatite como traumas, uso de remédios e aumento dos triglicérides no sangue.

Os principais sintomas da pancreatite aguda são a dor abdominal intensa, quase sempre de início abrupto, na região superior do abdômen, que se irradia em faixa para as costas. Náuseas, vômitos e icterícia são outros sintomas possíveis;

Pancreatite crônica: o álcool ingerido em grandes quantidades e por tempo prolongado determina alterações no parênquima pancreático, caracterizadas por fibrose e endurecimento, com consequente atrofia do pâncreas. Além disso, o principal duto pancreático (canal de Wirsung), que mede menos de meio centímetro de diâmetro, fica muito dilatado por causa do depósito de cálculos formados principalmente por cálcio em seu interior. Doente com pancreatite crônica pode ter surtos de pancreatite aguda.

Os principais sintomas são: dor, diarréia e diabetes. O pâncreas vai perdendo suas funções exócrinas e endócrinas. A dor aparece nas fases de agudização da doença e tem as mesmas características daquela provocada pela pancreatite aguda.

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comunicação HSVP

Assessoria de Comunicação HSVP
Email: comunicacao@hsvpca.com.br
Fone: (55) 3321 2401

Últimas Notícias

Projeto Avançar Saúde

Com o objetivo de qualificar o atendimento e ampliar o acesso dos gaúchos ao Sistema Único de Saúde (SUS), o governo do Estado lançou nesta

Leia Mais »

Se inscreva em nosso blog

Receba conteúdos exclusivos!