Reunião debate a criação de fluxo para o encaminhamento de pacientes ao HSVP

O Sistema Único de Saúde (SUS) é complexo e formado por uma série de unidades que se complementam e buscam atender as pessoas de acordo com a demanda e de maneira eficiente. Para debater o fluxo e a padronização dos encaminhamentos de internação de pacientes do sistema de saúde, a direção e o corpo clínico do Hospital São Vicente de Paulo, estiveram reunidos na manhã desta segunda-feira (02), com representantes da 9ª Coordenadoria Regional de Saúde e da secretaria municipal de Saúde de Cruz Alta. Também participaram da reunião a gerência do NIR Internação e de enfermagem do HSVP.

A reunião tratou sobre a criação e ajuste do fluxo de encaminhamentos dos pacientes entre as Estratégias Saúde da Família e da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), até o encaminhamento do paciente ao HSVP.

O diretor administrativo do Hospital São Vicente de Paulo, Roger Esteves, falou sobre a importância dos fluxos para a eficiência do atendimento. “Propomos essa reunião para discutir e organizar o fluxo adequado dos encaminhamentos de pacientes, desde as estratégias saúde da família até a internação no hospital. Nosso principal objetivo é padronizar e agilizar o atendimento, qualificando a prestação dos serviços, dando prioridade aos casos que necessitam atenção especial e evitando a sobrecarga do hospital”, destacou o diretor.

Saiba mais:

O primeiro contato da população com o SUS é através das Estratégias Saúde da Família. Considerada a porta de entrada do cidadão, elas devem ser acionadas em caso de consultas mediante marcação (consulta agendada) ou pacientes que já chegam com algum sintoma não grave (consultas sem agendamento), vacinação, realização de testes rápidos, além do atendimento médico, odontológico e de enfermagem, característicos da atenção primária.

Este tipo de unidade não oferece pronto-socorro, que são para tratamentos de emergências, portanto, em caso de um problema grave ou complexo, o paciente é encaminhado para uma UPA ou Hospital mais próximo.

Diferente das Estratégias Saúde da Família, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) têm atendimento 24 horas e só deve ser procurado em casos de urgência classificados como quadros agudos (febre alta, desmaio, dores de cabeça intensa) ou crônicos agudizados (hipertenso com pressão muito alta, diabéticos). Na unidade, esses usuários recebem os primeiros atendimentos até que sejam considerados estáveis para um possível encaminhamento para o hospital, se necessário.

Em situações de emergência que necessitam de internação, cirurgias ou exames mais elaborados, é o Hospital que vai ser capaz de realizar o atendimento. Apenas casos mais complexos e que precisam ser acompanhados devem seguir para o Hospital.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comunicação HSVP

Assessoria de Comunicação HSVP
Email: comunicacao@hsvpca.com.br
Fone: (55) 3321 2401

Últimas Notícias

Projeto Avançar Saúde

Com o objetivo de qualificar o atendimento e ampliar o acesso dos gaúchos ao Sistema Único de Saúde (SUS), o governo do Estado lançou nesta

Leia Mais »

Se inscreva em nosso blog

Receba conteúdos exclusivos!